Fracasso de bilheteria, As Marvels estreia no Disney+

Brie Larson, filme de orçamento alto e bilheteria fracassada
Brie Larson é a estrela de As Marvels

As Marvels, que deixou os cinemas com status de fracasso de bilheteria, estreia no Disney+ nesta quarta-feira (7 de fevereiro). Lançado em um péssimo ano para os filmes de super-heróis, seja da Marvel ou da DC, o longa protagonizado por Brie Larson conseguiu virar a produção de pior bilheteria da história do MCU, o Universo Cinematográfico da Marvel.

Ao todo, As Marvels teve um faturamento de US$ 206 milhões, sendo US$ 84,5 milhões na venda doméstica (EUA e Canadá) –o primeiro longa do estúdio que não ultrapassou a marca de US$ 100 milhões de bilheteria nacional– e US$ 121,5 millhões internacionalmente.

Por causa do desempenho da trama lançada em novembro de 2023, o péssimo O Incrível Hulk perdeu o posto de filme de menor bilheteria da série. Sem ajuste pela inflação, o longa com Edward Norton faturou US$ 264 milhões em 2008.

A Marvel é a franquia de filmes de maior sucesso comercial de todos os tempos, com US$ 29,8 bilhões arrecadados globalmente em 33 filmes. Para se ter uma ideia do tamanho da decepção de As Marvels, o criticado Homem-Formiga e a Vespa: Quantumania, de fevereiro de 2023, conseguiu gerar US$ 214 milhões no mercado interno e US$ 476 milhões em todo o mundo.

Iman Vellani, Brie Larson e Teyonah Parris em As Marvels, fracasso de bilheteria
Iman Vellani, Brie Larson e Teyonah Parris em As Marvels

As Marvels: orçamento X bilheteria

CEO da Disney, Bob Iger entende que o fraco desempenho de As Marvels no cinema tem a ver com a pandemia. Segundo o executivo, por ter sido filmado durante o período de Covid-19, o longa não teve a supervisão e os ajustes necessários. “Não havia tanta supervisão no set, por assim dizer, onde temos executivos [que estão] realmente cuidando do que está sendo feito dia após dia”, argumentou ele, em entrevista publicada pela Variety.

“Chegamos ao ponto em que se um filme não arrecadasse um bilhão de dólares em bilheteria global, ficaríamos desapontados. Esse é um padrão inacreditavelmente alto e acho que precisamos ser mais realistas”, afirmou Iger.

Tudo bem, é verdade que não dá para considerar sucesso apenas os filmes com bilheteria bilionária. No entanto, o que qualquer executivo espera é que a produção se pague com os resultados obtidos com a venda de ingressos nos cinemas, o que definitivamente não foi o caso de The Marvels.

Orçamento de The Marvels

De acordo com a Forbes, o filme custou US$ 219,8 milhões aos cofres da Disney. Ou seja, precisava arrecadar ao menos US$ 440 milhões de bilheteria para atingir o chamado “ponto de equilíbrio”, já que os estúdios recebem cerca de metade das receitas do cinema. No entanto, não passou nem perto disso.

O filme The Marvels

Sinopse

Carol Danvers (Brie Larson), também conhecida como Capitã Marvel, recuperou sua identidade dos tirânicos Krees. Quando seus deveres a enviam para um buraco de minhoca anômalo, seus poderes ficam emaranhados com os da superfã Kamala Khan (Iman Vellani), também conhecida como Ms. Marvel, e da sobrinha distante de Carol, a astronauta capitã Monica Rambeau (Teyonah Parris). Este trio improvável deve se unir e trabalhar em equipe para salvar o universo.

Elenco

Brie Larson, Teyonah Parris, Iman Vellani, Zawe Ashton, Gary Lewis, Seo-Jun Park, Zenobia Shroff, Mohan Kapur, Saagar Shaikh e Samuel L. Jackson.

LEIA TAMBÉM -> As Marvels é bom? Filme está longe de ser uma bomba, mas…

Vinícius Andrade
Criador do Crônicas do Agora. Jornalista que trabalha com foco em SEO e na criação de conteúdos para diferentes plataformas. Interessado em boas conversas, textos e histórias. Já foi editor do Notícias da TV, além de ter atuado como social media, roteirista e produtor ao longo da carreira de mais de 11 anos. E-mail: viniandrade@cronicasdoagora.com.br
Últimas notícias
Séries e TV

Conheça os 10 participantes do Largados e Pelados Brasil 2024

Agora

Procon-SP analisa mudança de plano vitalício após estreia da Max